Tag Archive: seriado


Bones temporada 5

Pra complementar o outro post sobre Bones, lá vou eu falar da temporada 5.
A temporada começou com a especulação se a Emily Deschanel (ou a Brennan ou ambas) tava grávida. Isso porque uma semana antes de começar a filmar ela quebrou um dos dedos do pé, imobilizou a perna e obviamente ganhou uns quilinhos a mais em função de não poder se exercitar. A porcaria do departamento de figurino da Fox não soube levar a coisa e colocou a coitada com (às vezes) até 3 camadas de roupas e o uso de plano americano (cintura pra cima) só jogou lenha na fogueira. Até que a própria atriz resolveu dar uma declaração de que NÃO, ela não estava grávida. São nesses detalhes que a gente percebe que a Fox não tá nem aí pro seriado…

Os melhores:
*O melhor caso (só pra variar) foi o epi escrito pela Karine Rosenthal: The plain in the prodigy (S05E03). O roteiro explora com perfeição aspectos religiosos e filosóficos dos Amish, sem fazer drama barato ou julgamentos superficiais. Simplesmente maravilhoso.
*Por motivos afetivos-profissionais-sexuais [use sua imaginação aqui], eu amei A night at the Bones museum (S05E05). Ótimas piadas internas sobre museus e seus profissionais.
*Os convidados especiais: Cindy Lauper, maninha Deschanel, um dos Pistoleiros solitários de Arquivo X (os 2 últimos achei subutilizados), Família Booth (vozinho e Booth Light), o Freddy Kruger, Josh Malina dando um esporro épico na Brennan. Gordon Gordon aparece mais uma vez com uma voz da sabedoria pro Booth no epi 07. Ele alegra o meu coração. E me faz ver o quanto eu detesto o Sweets. Por que o Sweets o substituiu? Taí uma coisa que NÃO entra na minha cabeça. O FBI caiu muito desde Arquivo X , né, não?
Enfim, todos contribuíram pra fazer Bones ter uma unidade harmônica e muito legal!

O pior:
Sem sombra de dúvida o epi que promoveu Avatar. PÉSSIMO!!

Foi escrito de uma maneira muito muito inteligente, vou admitir, ainda que eu não tenha concordado totalmente com ele.
Na minha humilde opinião (de quem já viu váaarias séries durante váaarios anos), eles pecaram em não terem feito os personagens transarem pela primeira vez. O simples fato da transa ocorrer no passado aliviaria a barra no presente e consequentemente faria a audiência aceitar como mais plausível a season finale.
E outra: o Booth joga tudo em cima da Brennan e ainda manda um “dá ou desce” pra ela (essa é velha, mas cabe aqui)? E depois: “ah tá, então eu vou me adiantar já que não vai rolar nada”. Qual é Booth!…
Teoria da conspiração:
O epi originalmente começou a ser filmado em janeiro de 2010 e parte dele só foi finalizado nas comemorações do epi 100, ou seja, uma diferença de quase 4 meses entre início e fim. Por quê? Huum… Pensa junto comigo: originalmente eles pensaram em deixar que os personagens transassem. E gravaram a cena de, no mínimo, duas maneiras. Veja o epi e pare exatamente nos seguintes momentos 28:01/28:59/30:18 e 30:25. Repare como a gravata do Booth aparece de 2 maneiras diferentes (a pin up aparece na frente da gravata e depois aparece na parte de trás da gravata). Captou? Se a cena tivesse sido feita sem a grande diferença de tempo, não teria esse erro de continuidade que a edição (que pra mim é um dos grandes problemas em Bones) deixou uma lacuna pra se especular sobre a ideia original do epi.
Aliás a Brennan, que é muito bem resolvida no aspecto sexual, ao contrário do travado do Booth, não teria saído com aquele papinho de que “estou cheia de tequila nas idéias” (já que foi ela que começou tudo!). Seria legal eles ter acaontecido e no dia seguinte eles terem recebido um telefonema de que teriam que voltar a trabalhar juntos e então chegaríamos ao “impasse” atual.
Vale lembrar que isso tudo foi se juntando na minha cabeça depois do chat com a Marisa Roffman (da Korbi Tv) depois da season finale onde ela disse literalmente que: “muitas vezes os roteiristas são acusados injustamente pelo rumo de um programa quando na verdade a responsabilidade é da emissora.” Ou seja, ela disse que os roteiristas queriam colocar os dois juntos e a Fox não deixou. Mais claro impossível! Foi o maior bafo quando ela disse isso. E o meu coração que adora uma teoria da conspiração desde Arquivo X pulava de alegria dentro do meu peito!!

Season finale
Eu não sou daquelas que não gostou do epi porque não rolou nada entre eles.
Eu não gostei porque não apresentou nada de novo ou grandes expectativas pra próxima temporada. O caso foi chato, o relacionamento entre eles que vinha num crescente durante toda a temporada ficou estagnado, ou pior: regrediu. Aliás regrediu desde o epi 100, diga-se de passagem.

Olha, eu vou pruma selva e você vai pruma zona de guerra, mas daqui a um ano, nós nos reencontramos juntos e pelados até a eternidade, tudo bem?

Tá certo, eu avacalhei demais agora, mas eu não gostei disso. Mesmo.
Foi coerente com os personagens? Foi, mas não gostei.
Foi apenas mais do mesmo. Não sei o que poderia ter sido feito, mas eu não gostei do que vi.
Já que a temporada 5 foi bastante voltada pro relacionamento deles, por que no final não fazer algo diferente?
Repito que eu sou uma das poucas que não gostou pela qualidade do epi e não porque eles não beijaram, se abraçaram ou o que quer que seja!
Torço pra que a temporada 6 seja muito boa até porque Bones está entrando numa fase perigosa. De uma maneira geral, os atores depois da temporada 5 se cansam de fazer os mesmos papeis, ou exigem mais dinheiro na renovação de seus contratos ou os roteiristas (se não forem muito bons) não sabem mais o que desenvolver e aí vai tudo pro buraco (toc, toc, toc).
Não, não desisti de Bones. Nunca desisti de uma série que acompanho desde o início. Eu aturei Arquivo X até o final e até sem o Mulder.
Eu sei, eu sou uma heroína!

Bones

Com Spoilers, muitos spoilers.

Ano passado passei 2 meses praticamente sem poder me mexer em função de uma cirurgia. Um dia eu conto detalhes.  Fiquei desesperada porque não podia usar o PC, que é onde vejo meus seriados. Comentei com um amigo e ele me deu as 2 primeiras temporadas de Bones. Não gosto de “procedurais”. Respeito quem gosta mas nunca se encaixou no meu conceito de diversão. Pensei muito antes de abrir e ver. Então li o post-it: “vê, que vc vai entender.“

Já havia visto uns 2 epis sendo que um deles era the baby in the bough (do icônico dancing phalanges). Adorei. Em mais ou menos 1 mês vi a série completa até a 4ª temporada. E depois que comecei a movimentar os braços baixei a 5ª e atual temporada .

1ª temporada: é difícil uma série ser legal já na 1ª temporada e Bones consegue ser. Gostei dos personagens. Gosto muito da Emily Deschanel. Sua personagem é difícil: chata, antipática, arrogante e ainda assim a gente consegue ver uma vulnerabilidade que às vezes beira a inocência. Ponto pra ela.  A mistura entre pessoal e profissional dá um nonsense muito doido. Diálogos bem construídos e a galera de Humanas sendo retratada de forma bem louca.

2ª temporada: pra mim é a melhor até agora. A única coisa que não gostei foi do epi final, ao contrário da 1ª temporada, achei bobo demais;

3ª temporada: prejudicada pela greve dos roteiristas e por desenvolver um argumento estranhíssimo. Ainda que eu entenda que o Zack seja muito parecido com a Brennan não entendi o porquê de detonarem o personagem de uma maneira tão confusa. Zack aquele que “foi sem nunca ter sido”. No futuro eles vão resolver isso? Espero;

4ª temporada: a 2ª melhor. A única exceção é o epi the critic and the cabernet (S04E25) o pior de toda a história do seriado (como a Brennan decide ter um filho num jogo idiota e até infantil segundo ela mesma? Péssimo!). Em compensação, a temporada tem o melhor epi da história da série (MHO) que é The con man in the meth lab (S04E09). Equilíbrio perfeito entre o caso investigado e a vida pessoal da Brennan e do Booth. Início do rodízio dos estagiários. Alás pra mim já deu, achei que na 5ª iriam escolher um, mas que nada;

5ª temporada: volto a falar depois que terminar. Temporada mais focada na capacidade da Brennan de se envolver emocionalmente. Seja com os amigos seja com os casos. Tava na hora.

Melhores cenas: sempre no Bonesmóvel. Eles sempre dão uma perspectiva pessoal aos casos. Legal.

Melhor roterista: Karine Rosenthal. Que escreveu os epis citados acima (dancing phalanges e the com man in the meth lab). Na 5ª temporada escreveu the plain in the prodigy (S05E03-lindo) e saiu em licença maternidade. Só deve voltar na 6ª temporada.

Meus coadjuvantes preferidos: Caroline Julian (Patricia Belcher), Gordon Gordon (Stephen Fry – se o mundo fosse justo e perfeito, ele seria o analista dos doidinhos e não o mala do Sweets. Não volta mais nessa temp. porque está terminando de escrever sua autobiografia), Max Keenan (Ryan O Neal), Agente Perotta (Marisa Coughlan – não voltou na 5ª temp porque teve bebê em maio de 2009), Noel Liftin ( Scoot Mc Nairy – quero ele de volta!) e o técnico forense Marcus Geier (David Greenman).

Livros X seriado: a Simone explicou diretinho nesse post aqui

Livros da Bones citados na série:

  • Bred to the bone/piloto
  • Cross bones/ S01E22
  • Red tape, white bones /S02E15
  • Bone of contention /S05E15

Curiosidades:

Quem indicou David Boreanaz pro papel em Bones foi Dana Walden top executiva da Fox.

Já Emily Deschanel foi indicada por Jerry Bruckheimer. Ela é filha de Caleb Deschanel que fez a fotografia de Apocalipse now e A paixão de Mel Gibson dentre outros filmes. Ele dirigiu epi de Bones (S02E20).

Os atores escrevem bilhetinhos e devolvem aos roteiristas dizendo se gostaram ou não das histórias.

Em média Emily Deschanel e David Boreanaz trabalham 14 horas por dia durante as filmagens.

O Diner já foi usado em NYPD Blue (Nova Iorque contra o crime).

Donna Klein é quem faz os desenhos da Angela.

Existem cerca de 10 Angelators nos Estados Unidos. De verdade.

Emily Deschanel já se machucou algumas vezes. Entorse descendo do carro depois de tomar umas margaritas com David. No epi do circo (S04E12) machucou o olho (brincando com um colar atingiu o próprio olho) o que foi incluído na história. Ano passado quebrou um dedo do pé ao sair de uma banheira, uma semana antes de começarem as filmagens.

Especula-se que eles ganhem em média entre 100/200 mil dólares por episódio. Sendo que o David Boreanaz ganha mais do que o da Emily Deschanel em função de ele já ter feito uma série de sucesso: Angel.

O que vem por aí

100º epi. Take do próximo epi em que a Brennan fala: transamos sempre que temos oportunidade. Tomara que o standards & practices deixe passar o diálogo completo. Rá

Um novo “interesse” na vida do Booth: uma bióloga marinha. A atriz será Rena Sofer.

O julgamento do Grave Digger.

Fatos

Bones já foi renovada pra 6ª temporada.

Hart Hanson tá produzindo um novo seriado: “pleading guilty”. Minha intuição não gosta muito disso. Quer dizer: tenho medo, isso nunca dá certo.

Boatos

Na próxima temporada vai ser explorado o fato de Brennan ser diagnosticada com a síndrome de Asperger. Hart Hanson disse recentemente que desde o início isso já estava planejado. Parece que ele fez uma homenagem a um amigo portador da síndrome. Muito antes disso, no IMDb, as pessoas já discutiam sobre isso.

A família de Booth vai ter destaque na história. Será que o pai e a mãe vão aparecer?

Rebecca vai morrer e Booth vai pedir a Brennan para ser a mãe adotiva (legal) do menino.

Vão trabalhar disfarçados de casal em Paris (agora vai!).

Com informações do YouTube, Twitter e comentários dos dvds lançados no Brasil.

Alguns links legais

Entrevista BBC Radio1 com David Boreanaz com spoilers desta temporada. [Ele diz “o Booth não chora”. Aliás, amo The Killers!]

Parte 1

http://www.youtube.com/watch?v=N3P-zQwY4Us&feature=channel

Parte 2:

http://www.youtube.com/watch?v=yvnmtkd7U1Q&feature=related

Entrevista revista Parade com Emily Deschanel

[“Minha vingança é às vezes parecer uma mendiga”]:

http://www.parade.com/celebrity/celebrity-parade/2010/0204-emily-deschanel-bones.html

Desenhos Toon Series:

http://toonseries.blogspot.com/search/label/Bones

Fringe

fringe11yt7
Bom, pra início de conversa eu tô gostando de Fringe. A abertura é hype (fala sério, a abertura é melhor que a série).
As piadinhas-alivio-cômico do Pacey são ok. Tudo bem que ele não sabe ser muito irônico. Ma va bene!
Eu me amarro no coroa e quando ele pede comida no meio de uma coisa nojenta, eu gargalho.
A agente Olivia é que estraga o núcleo central. Ela é da linhagem dos caras de porta(cigano Igor, Ryan de OC e outros). O que quer que aconteça, eles são incapazes de desfazer tal semblante.
Quando ela no primeiro epi ficou de biquíni, eu já sabia que não vinha coisa boa dali (nós mulheres temos este sexto sentido). A parada continuou e tem alguns epis (acho que é o 14 que ela usa biquíni mais de uma vez).
Ah, eu não acredito que o Keen Eddie seja bandido. Isso eu deletei da minha memória. Além de não ter tido final no Keen Eddie, o cara vira bandido? Ninguém merece!!
Principais pontos que parecem com Arquivo X:
– Olivia é seqüestrada.
– Ela tem um caso com um colega de trabalho (antes do Mulder, a Scully teve um caso com 2 professores no FBI).
– Ela não tem vida pessoal, a não ser quando está com a afilhada (a Scully tinha um afilhadO).
– Olivia também tem alguém no pé dela, um chefe pé no saco que restringe suas investigações.
– Seu pai também era da Marinha (como o pai da Scully).
Hoje em dia é praticamente impossível escrever popularmente pra TV sem usar clichês e Fringe faz um bom uso deles.
O único problema é que daqui a pouco o JJ sai e o seriado fica sem pé nem cabeça. Aconteceu com Felicity e depois Alias (Lost eu só assisti a primeira temporada, então não posso falar).
Enquanto isso não acontece, vamos curtindo.