Desculpem os profissionais de marketing competentes, mas estratégia de marketing aqui no Brasil é artigo de luxo.

Eu explico. Estou organizando um encontro com amigas. Somos mais ou menos 20. Diante do impasse de não gastar muito dinheiro, tentei (depois você entende) entrar em contato com empresas de cosméticos pra obter amostras de produtos. Podia ser qualquer coisa: esmalte, baton, produtos pra cabelo, enfim qualquer produto mesmo.

Pra minha surpresa algumas empresas nem atendem ao 0800. O caso da Ox cuja mensagem eletrônica era”chamada não permitida a partir desta área”. Não entendi. A empresa só atende determinadas áreas do país?

Na Loreal fui  atendida, mas não existe esta política na empresa (palavras da atendente). Posteriormente entrei em contato com uma pessoa que trabalha lá e que me confirmou a informação.

Pantene, Colorama e Maybelline (estas duas últimas parecem ser também da Loreal, já que todas possuem o mesmo número de telefone) também tem a mesma postura: “não trabalhamos com amostras.”

A Neutrogena me informou que eu deveria me cadastrar (no site da Johnson & Johnson) e que posteriormente ela estudaria a possibilidade de mandar as amostras. Ela me manda propaganda dos produtos, mas sequer tocou no assunto amostras…

Pra todas elas eu falei inclusive da possibilidade de testar novos produtos, podendo responder questionários. Mas nada. Absolutamente nada.

Não entrei com contato com Boticário porque eles nunca me ofereceram amostra de qualquer produto deles . E olha que fui consumidora por mais de 10 anos..

Apesar de conhecer quem venda Avon e Natura, eu preciso implorar muito pra receber uma única amostra, imagine 20…

Todos so telefones foram retirados dos produtos. E nas chamadas foram devidamente anotados os registros do atendimento da empresa (quando ela oferecia).

A única empresa que me deu amostras sem maiores questionamentos foi a Contem 1g. E aproveitando a atenção dela, comprei dois produtos que entrarão num sorteio. Peguei o contato da vendedora e coloquei junto com as amostras.

Fica a dica para que as empresas em solo brasileiro terem a mesma atitude das empresas de cosméticos estrangeiras. Parcerias com revistas (vide a comentadíssima Telva espanhola) e lojas de cosméticos. Eu nem sempre uso os produtos que ganho, mas indico os mesmos pras amigas, enfim, consumimos. O que eu acredito que seja o objetivo final de todas estas empresas…

Anúncios