Já faz um tempo que muita coisa que eu vejo na internet me parece marketing viral.
O caso mais surreal é da Stefhany (é assim mesmo que escreve o nome dela). Desde do início achei que era um viral.
Ele pega o Crossfox e sai por aí com apenas 17 (e sem carteira). Linda, maravilhosa, absoluta porque ela é Stefhany (quando vira adjetivo é que o bicho pega).
E por último, ninguém mais ninguém menos que Preta Gil fez um cover da música da Stefhany.
A Volks deve estar adorando ou (como a maioria das empresas) não deve nem saber de toda a propaganda de graça que vem recebendo.

Anúncios