pc

É com atraso que falo do aniversário de 20 anos da internet. Muita água já  passou debaixo da ponte, mas algumas discussões continuam chatas pra quem acompanha a web há tanto tempo. Uma delas é a questão dos downloads. Quando a gente acha que o assunto tá avançando há um retrocesso.

É uma pena que a indústria do entretenimento não consiga enxergar que a web trouxe uma visibilidade que nenhum outro veículo de comunicação foi capaz de realizar. Em vez de usar isso a seu favor, ser capaz de ver  a web como parceira, a indústria a vê como inimiga. Ela coloca no mesmo saco de gatos os piratas e quem faz download do que quer que seja apenas para assistir (e não para ganhar dinheiro). Isso é no mínimo incoerente e até injusto. O pessoal que disponibiliza material na internet o faz porque a própria indústria, até agora, foi incapaz de saciar as novas demandas geradas por esta nova mídia. Ninguém mais quer esperar 1 ano (ou nunca ser capaz) de acompanhar sua série ou o cd de sua banda favorita. A verdade é que eles nem entendem como a internet funciona já que acham que fechando determinado site, o serviço não será mais oferecido na rede.

O fato é: que a internet mudou a forma de distribuição de conteúdo e isso NÃO TEM volta. Passados 20 anos, a indústria deveria se auto-avaliar para tentar projetar um futuro com vantagens para ambos os lados: consumidores e a ela própria. Ao invés disso, fica olhando rancorosa pro passado que, com certeza, não volta mais.

E eu fiquei pensando: quando a eletricidade surgiu será que os governos também se preocuparam tanto com a indústria de velas?? Vou pesquisar.

Anúncios