Hoje no caderno de Cultura do Estadão há uma análise de uma biografia de Alfred Hitchcock.
Além de genial, o diretor era extremante malvado (detalhe: só com as atrizes) e para usar um termo bem em voga atualmente: abusivo. A atriz que mais sofreu em suas mãos foi Tippi Hedren (a estrela de “Os pássaros” e mãe da Melanie Griffith). Numa passagem do livro, que eu acho que seja “folclore”, o escritor descreve:

havia uma cena onde uma figurante deveria entrar no mar. Acontece que ela estava menstruada. A mulher de Hitchcock, que era sua assistente, puxou o marido de lado para explicar… o que era menstruação, já que o marido não sabia

(**cumã??**).
No livro o diretor foi descrito como uma pessoa brilhante, excêntrica e basicamente infeliz.
Freud quase sempre tem razão!!

Anúncios